Evento

DEPI marca presença no Simpósio Gestão de Produtos Químicos Controlados da FMUSP

O Escritório de Produtos Controlados e o Geare da Unicamp marcaram presença no Simpósio Gestão de produtos químicos controlados: aspectos legais e práticos, ocorrido em 8 de novembro na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), organizado pela Comissão de Resíduos da FMUSP.

No primeiro bloco aconteceram as palestras de representantes da Merck SA, que abordaram os aspectos legais relacionados a produtos químicos controlados, e da Eng. Quím. Andrea Batista de Mariano – Gerente de Fiscalização do Conselho Regional de Química 4ª Região (CRQ-IV), que explicou o papel do CRQ-IV na fiscalização de instituições e profissionais envolvidos com o uso de produtos químicos controlados.

No segundo bloco, a coordenadora do Escritório de Produtos Controlados da Unicamp, Fabiana Yoshinaga ministrou a palestra sobre as iniciativas da Unicamp na gestão de produtos controlados. Em seguida, o químico David Balbino de Oliveira, Chefe do Setor Técnico de Reagentes do Instituto de Química-USP, abordou os aspectos práticos do controle de produtos no IQ-USP.

De maneira geral, o evento abordou a importância e as dificuldades de se fazer um controle efetivo dos produtos.

Se você tem dúvidas sobre produtos controlados, entre em contato com o Escritório de Produtos Controlados pelo telefone 3521-8070 ou pelo e-mail control@unicamp.br.

Coordenador do Campus Sustentável – CSUS/DEPI participa de debate sobre produção de energia limpa no Brasil na COP27

A 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP-27, está acontecendo entre 6 a 18 deste mês, em Sharm El Sheikh, no Egito. Luiz Carlos Pereira da Silva, coordenador do Escritório Campus Sustentável (CSUS/DEPI) e diretor do Centro Paulista de Estudos da Transição Energética (CPTEn/FAPESP), representa a Unicamp e já participou do painel Infraestrutura de apoio à transição energética, no pavilhão brasileiro.

O painel discutiu o processo de implantação da energia limpa e destacou o Brasil na liderança desse trabalho, considerando a sua produção de hidrogênio verde, a partir da energia eólica e fotovoltaica, como a instalações em alguns edifícios da Unicamp.

Também participaram do painel Paulo Artaxo, professor da Universidade Estadual de São Paulo (USP) que trabalha com física aplicada a problemas ambientais, Elbia Gannoun, presidente executiva da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) e Roberta Cox, coordenadora de licenciamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

O professor Pereira também participará de outros painéis, como a discussão sobre o papel das universidades contra a emergência climática e o Brasil como potência verde na governança ambiental e do clima.

DEPI/GEARE apresenta trabalho na 4ª Conferência Campus Sustentável – Leiria – Portugal

A Coordenadoria de Gestão Ambiental e de Resíduos – GEARE, ligada à Diretoria Executiva de Planejamento Integrado – DEPI, apresentou um importante trabalho na 4ª edição da Conferência Campus Sustentável – CCS 2022 organizada pelo Instituto Politécnico de Leiria – Portugal.

O trabalho intitulado “Gestão de Resíduos Biológicos da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp – São Paulo – Brasil” foi selecionado para apresentação oral e teve como principal objetivo formalizar os procedimentos técnicos para o manejo dos resíduos biológicos nas unidades de ensino, pesquisa e extensão, não prestadoras de assistência à saúde, porém geradoras de resíduos biológicos.

Para essa formalização, os procedimentos técnicos já utilizados nas áreas de saúde, baseados nas legislações vigentes, foram reestruturados para abranger resíduos biológicos, não gerados em serviços de assistência à saúde, porém que precisam seguir as normas para uma destinação final ambientalmente adequada. 

Após elaboração dos procedimentos, 32 unidades e órgãos, abrangendo 105 servidores das áreas de ensino, pesquisa e extensão foram orientados. Dentre as unidades treinadas, podemos citar as Faculdades de Engenharia de Alimentos, Engenharia Química e Engenharia Agrícola, Instituto de Química, Centro Multidisciplinar de Investigação Biológica na Área da Ciência de Animais de Laboratório, entre outras.

Concomitante à implantação dos procedimentos técnicos nas áreas, houve uma instrução para os geradores dos resíduos registrarem o resíduo biológico gerado, no sistema de gerenciamento on-line de resíduos – SIGOR, administrado pelo órgão fiscalizador Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB.

Os procedimentos e orientações despertaram aos geradores uma visão crítica do manejo dos resíduos biológicos na sua área de atuação, desencadeando ações para não geração, redução, reutilização e reciclagem de resíduos, em conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS. Houve também uma sensibilização dos servidores a compartilhar o conhecimento adquirido no seu local de trabalho, capilarizando o aprendizado, aumentando a rede de divulgação das questões de gestão de resíduos e evidenciando a etapa de segregação que possibilita o reuso/reciclagem do resíduo.

Este trabalho constitui parte importante da atuação da GEARE para o manejo seguro dos resíduos perigosos gerados nas unidades e órgãos da Universidade.

DEPI/GEARE apresenta três trabalhos na 8ª edição do SIMTEC

A Coordenadoria de Gestão Ambiental e de Resíduos – GEARE, ligada à Diretoria Executiva de Planejamento Integrado – DEPI, apresentou três importantes trabalhos, na 8ª edição do Simpósio de Profissionais da Unicamp – SimTec. Este simpósio comemorou 25 anos de histórias, conquistas e desafios profissionais dos servidores da Unicamp.

Os trabalhos apresentados constituem parte importante da atuação da GEARE para o manejo seguro dos resíduos perigosos gerados nas unidades e órgãos da Universidade. Os resumos tiveram como tema a atuação da GEARE, o Plano de Gerenciamento de Resíduos da DEPI e a capacitação para o manejo dos resíduos da construção civil.

O trabalho “Atuação da DEPI/GEARE na Gestão de Resíduos”, abordou os serviços de destinação de resíduos perigosos e a assessoria prestada pela coordenadoria. Já, o “Plano de Gestão de Resíduos de Área Administrativa (PGRL ADM)” é uma primeira versão do plano para o manejo dos resíduos administrativos aplicado na DEPI, como ponto de partida para as demais unidades e órgãos que não possuem resíduos perigosos. Finalmente, o terceiro resumo “Formação de servidores para elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil (RCC)” apresentou um dos eixos centrais da GEARE, na formação continuada dos 130 servidores de 39 unidades e órgãos que irão trabalhar com o manejo do RCC.

I Seminário DEPI – Gestão de Produtos Controlados e de Resíduos reuniu mais de 200 participantes presenciais e on-line

A Diretoria Executiva de Planejamento Integrado da Unicamp (DEPI) realizou no dia 11/10/22 o I Seminário DEPI – Gestão de Produtos Controlados e de Resíduos. O evento foi realizado em formato híbrido no Centro de Convenções da Unicamp, com transmissão simultânea pelo canal da DEPI no Youtube. 

Em sua primeira edição, o evento reuniu presencialmente e virtualmente mais de 200 participantes de diferentes universidades brasileiras e empresas do ramo químico.

Dra. Regina Mesquita Micaroni – Coordenadora da Gestão Ambiental e de Resíduos (GEARE) – DEPI

O I Seminário DEPI foi dividido em dois blocos, no período da manhã as palestras foram sobre Produtos Controlados, e no período da tarde sobre Resíduos. Os participantes puderam esclarecer suas dúvidas com representantes dos principais Órgãos Reguladores no assunto. Proferiram palestras no evento, o Delegado da Polícia Federal Edson Geraldo de Souza; o Coronel Marcelo Ryu da 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada da 2ª Região Militar; Adonai Guimarães Pinto e João Luiz Potenza (CETESB); Ilerson Mello (Solvay Industrial); Dra. Janaína Conrado Lyra da Fonseca (IQ/UNESP Araraquara); Fabiana Yoshinaga e Dra. Regina Mesquita Micaroni, coordenadoras respectivamente do Escritório de Produtos Controlados e da Gestão Ambiental e de Resíduos (GEARE) da Unicamp.

Fabiana Yoshinaga – Coordenadora do Escritório de Produtos Controlados – DEPI

Para quem não participou do evento e para aqueles que desejam rever alguma palestra, a gravação do evento está disponível no canal da DEPI no Youtube (https://youtu.be/LIf-ax4jlT0). 

A transmissão está disponível no canal do YouTube da DEPI

I Seminário DEPI – Gestão de produtos controlados e de resíduos

No dia 11/10/2022 será realizado o I Seminário DEPI, organizado pelo Escritório de Produtos Controlados (EPC) e pela Coordenadoria de Gestão Ambiental e Resíduos (GEARE). O evento será realizado no Centro de Convenções da Unicamp (CDC) no Auditório 3, das 9h às 17h.

No período da manhã, serão apresentadas palestras sobre produtos controlados, com participações de representantes do Escritório de Produtos Controlados da Unicamp, da Polícia Civil do Estado de São Paulo, da Polícia Federal e do Exército Brasileiro.

No período da tarde, o foco será a gestão de resíduos, com palestras de representantes da CETESB São Paulo, da Rhodia, do Instituto de Química da UNESP e da  Coordenadoria de Gestão Ambiental e de Resíduos da UNICAMP.

O evento é gratuito, com emissão de certificado de participação.

Os interessados podem fazer a inscrição pelo link:
https://forms.gle/nFBccHESrTc7oHJ17

Contamos com a participação de todos! 

Programação:

9h – Abertura

9:30 às 9:45h – Iniciativas da UNICAMP na gestão de produtos controlados – Fabiana Yoshinaga – DEPI/UNICAMP

09:45 às 10:15h – A Polícia Federal e o controle de produtos químicos no combate à produção de drogas ilícitas –  Delegado Edson Geraldo de Souza – Polícia Federal

10:15 às 10:30h Intervalo

10:30 às 11:00h – O papel dos órgãos de segurança pública no controle de produtos químicos e sua importância na manutenção da segurança – Representante da Polícia Civil do Estado de São Paulo

11:00 às 11:30 – A importância do controle dos produtos para a segurança da comunidade  – Cel. Marcelo Ryu – Exército Brasileiro

11:30 às 12:00h – Debate aberto coordenado pelo Prof. Dr. Marco Aurelio Zezzi Arruda – IQ/UNICAMP

12:00 às 14:00h – Intervalo de Almoço

14:00 às 15:00h – Licenciamento ambiental, Plataforma SIGOR e documentação para destinação de resíduos – Representantes da CETESB São Paulo

15:00 às 15:30h – A adequada gestão de produtos e resíduos químicos é uma responsabilidade global – Ilerson Mello – Responsável por Higiene Ocupacional na Solvay Industrial 

15:30 às 15:50h – Intervalo

15:50 às 16:20h – Gestão de resíduos perigosos em Universidades – Dra. Janaína Conrado Lyra da Fonseca – IQ/UNESP Araraquara

16:20 às 16:30h – Iniciativas da UNICAMP na gestão de resíduos – Regina Mesquita Micaroni – DEPI/UNICAMP

16:30 – 17:00h – Debate aberto coordenado pelo Prof. Dr. Edson Tomaz – FEQ/UNICAMP e encerramento

Repassando as informações:

Quando?
11/10/2022 das 9h às 17h

Onde?
Centro de Convenções da Unicamp (CDC) no Auditório 3

Como participo?
Realizar a inscrição pelo link: https://forms.gle/nFBccHESrTc7oHJ17

Geoprocessamento apresenta projeto “Web Map dos ambientes internos da Unicamp” em evento sobre permanência estudantil e 10 anos de leis de cotas

O V Congresso de Projetos de Apoio à Permanência de Estudantes de Graduação da Unicamp – PAPE-G será realizado em conjunto com o II Seminário Internacional de Serviços de Apoio aos Estudantes da Unifesp. A Coordenadoria de Geoprocessamento da DEPI fará a apresentação do projeto de “Web Map dos ambientes internos da Unicamp” no evento.

Informações do Evento:

Permanência Estudantil e Conquistas dos 10 anos da Lei de Cotas
Cidade: Campinas / São Paulo
Local: UNICAMP Universidade Estadual de Campinas
Data: quinta-feira, 20 de outubro de 2022

A iniciativa conjunta da Unicamp e Unifesp têm como objetivo divulgar e fomentar a reflexão e a construção de conhecimento em torno dos projetos institucionais ligados às bolsas sociais e as políticas de permanência. O evento visa oferecer oportunidade de aprimorar a formação dos estudantes, proporcionar um espaço de reflexão e formação para profissionais que atuam junto a estudantes de todo o país.

Web map dos ambientes internos da Unicamp: finalização e atualização

Sobre o Projeto:

O projeto estratégico “Web Map dos ambientes internos da Unicamp”, liderado pela Coordenadoria de Geoprocessamento da DEPI/Reitoria, consiste em construir um banco de dados geográficos com informações quantitativas e qualitativas de todos os espaços dentro dos prédios de todos os campi da Universidade, podendo gerar mapas temáticos dinâmicos e indicadores diversos em painéis de controle (dashboards). Será possível identificar o tipo de uso de cada ambiente e sua respectiva localização (salas de aula, laboratórios, administrativo, podendo ser acessado através de um computador ou de um smartphone conectado à internet. Este Web Map também será um repositório para inserção de outras informações específicas de cada Unidade.

O web map dos ambientes internos da Unicamp é uma ferramenta de gestão em todos os níveis, pois permite visualizar a distribuição de todas as salas de aula, auditórios, administrativo, laboratórios etc. de qualquer edificação da Universidade e, também, é uma ferramenta de planejamento, pois permite vislumbrar redistribuições e readequações de espaços. Além disso, é um instrumento de transparência da Universidade, à medida que o web map e dashboard são disponibilizados para toda a comunidade interna e externa e publicados no Atlas da Unicamp.

Vanderlei Braga – Coordenador de Georreferenciamento, Sara Figueiredo – Bolsista do Projeto e Milene Carvalho – Co-coordenadora do Projeto

Objetivos do Projeto:

O projeto tem como objetivo criar um banco de dados geográficos e disponibilizar informações quantitativas e qualitativas dos ambientes internos das edificações da Unicamp através de mapas temáticos dinâmicos (web maps) e painéis de controle (dashboards), que serão utilizados para fins de gestão (em todos os níveis), planejamento (territorial e estratégico) e transparência da Universidade.

Exemplos das telas dos ambientes georreferenciados desenvolvidos pelo projeto

Atividades desenvolvidas pelos bolsistas:

Os bolsistas SAE (sob orientação profissional) executam tarefas de mapeamento e identificação o tipo de uso de cada ambiente e sua respectiva localização (salas de aula, laboratórios, administrativo etc.), conforme o seguinte método:

1) atualização no AutoCAD dos mapas dos layouts internos de todas edificações da Universidade, com medições in loco;
2) georreferenciamento e extração das informações geométricas do arquivo CAD e incorporação da planilha Excel na camada dos ambientes internos (informações quantitativas e qualitativas) no ArcGIS Pro;
3) upload da camada no ArcGIS Online, além da construção, publicação e compartilhamento dos web maps temáticos e aplicativos.

Resultados alcançados pelo projeto:

Com o trabalho realizado pelos profissionais e bolsistas envolvidos no projeto, foi possível publicar os resultados parciais em forma de web map e dashboard no Atlas da Unicamp (atlas.unicamp.br), sendo possível localizar todos os ambientes internos levantados no 1º e 2º ciclos (o 3º e último ciclo de levantamentos será finalizado em setembro). Também foi criado um aplicativo na plataforma ArcGIS, para que representantes das Unidades (nomeados pelos Diretores) sejam orientados e realizem a atualização das informações.

Autores do Projeto:

Vanderlei Braga
Milene Carvalho
Marcelo Ambieri
Renato Lopes Campagnoli
Thaissa Bialtas
Christian José Biazotto
Vinícius Ariel Oliveira
Debora Pereira Alves
Pedro Henrique Sendretti
Stephany Souza Ramos
Leonardo Neri Virtoriano
Gabriel Bote Alberti
Caroline Carli Ribeiro
Jordana Martins Andrade
Mateus Bernardo de Oliveira
Ananda Soares Moreira
Ruth Ferreira da Silva
William Chinelato
Cristiane Galvão

Fórum Permanente Especial: Desafios da Sustentabilidade, será realizado entre de 4 à 7 de junho de 2022

O alcance de uma sociedade sustentável está entre os maiores desafios do nosso século. Sensível a este tema, a UNICAMP reafirma o seu compromisso institucional inequívoco com a sustentabilidade.

Levando-se em consideração que o ano de 2022 marca os 50 anos da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, realizada em Estocolmo em junho de 1972, bem como os 30 anos da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (Rio 92), a UNICAMP realizará uma edição especial do seu programa Fórum Permanente, de 4 à 7 de junho de 2022, denominado “Desafios da Sustentabilidade”, para resgatar a importância destas datas, bem como lançar o Observatório da Sustentabilidade UNICAMP.

Inspirado pelos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas), o Fórum terá 21 mesas para debater os desafios do alcance da sustentabilidade com a participação de especialistas nestes temas . O evento contará, ainda, com oficinas educativas, atividades culturais, vídeo-banners  estandes com apresentação de práticas sustentáveis na UNICAMP.

Programação Completa:

Detalhes do evento

Período do evento: 04/06/2022 a 07/06/2022
Período de inscrição: 23/05/2022 a 05/06/2022

Vagas: 840

Evento: GRATUITO
A participação presencial dá direito a certificado.

OBS: Será obrigatório a apresentação de comprovantes de vacinação COVID-19 e uso de máscaras. 

Locais: IMECC, Museu Exploratório de Ciências, Casa da Lago e Auditórios do Centro de Convenções da UNICAMP.

Organizadores:

Fernando Antonio Santos Coelho | ProEC / UNICAMP.
Marcelo Cunha | GR /UNICAMP. 
Roberto Donato da Silva Júnior | GR / UNICAMP.

Comissão Organizadora Científica

Edson Tomaz – FEQ
Leila da Costa Ferreira – IFCH
Leonardo Tomazeli Duarte – FCA
Luís Renato Vedovato – FCA
Vanessa Gomes da Silva – FECFAU
Rubens Bedrikow – FCM
Thalita Dalbelo – DEPI
Wagner de Melo Romão – IFCH
Wesley Rodrigues Silva – IB
Zigomar Menezes de Souza – FEAGRI

Realização e Organização: Gabinete do Reitor | GR – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura / ProEC.

audiodescrição: fotografia colorida da coordenadora de sustentabilidade da Unicamp, Thalita Dalbelo
Coordenadora de Sustentabilidade da DEPI-UNICAMP, Thalita Dalbelo, participa da organização do evento. (foto: Antonio Scarpinetti)

PROGRAMAÇÃO

04/06 (sábado)

9h às 17h30 – Oficinas Educativas – Desafios da Sustentabilidade (Clique aqui para programação das oficinas)
Abertas ao público com idade e formação acadêmica variadas. A participação dá direito a Declaração e carga horária.

Local: IMECC e Museu Exploratório de Ciências | UNICAMP.


05/06 (Domingo)

10h às 13h – Atividades Culturais “Domingo no Lago” – Desafios da Sustentabilidade

10h – Peça teatral “A viagem de um canudinho”.

11h – Toré com indígenas da etnia Kariri-Xocó, de Alagoas.

12h – Filme: “Fora de onde?” com a presença da atriz e doutoranda da UNICAMP, Pamella Villanova.

Local: Espaço Multiuso Casa do Lago UNICAMP.

15h – CREDENCIAMENTO

Centro de Convenções da UNICAMP.

16h – Cerimonial Oficial de Abertura – Autoridades.

Apresentação do Coral “Zíper na Boca”, Maestrina Vivian Nogueira.

Lançamento do Observatório da Sustentabilidade da UNICAMP.

Local: Auditório 3 | Centro de Convenções da UNICAMP.

16h30 às 18h – Mesa Inaugural – Sustentabilidade e Governança.

Mediadora: Lilian de Souza |Jornalista e Apresentadora.

Debatedor 1: Roberto Pereira Guimarães | FGV / RJ.

Debatedora 2: Thelma Krug | IPCC.

Debatedora 3: Izabella Teixeira |ONU. 

18h às 21h – Atividade Sociocultural Casa do Lago UNICAMP.


06/06 (segunda-feira)

8h – CREDENCIAMENTO

8h30 às 10h – ODS 01 – Erradicação da pobreza: acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Local: Auditorio 3

Mediadora: Rachel Meneguello | PRPG.

Debatedor 1: Prefeitura de Piracicaba. (a confirmar)

Debatedores 2: Vandecleya Mouro | Secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos e Gustavo di Tella Ferreira / Secretário Municipal de Trabalho e Renda /Prefeitura de Campinas.

Debatedor 3: Mario Botion | Prefeito de Limeira.

10h às 10h30 – Coffee Break | vídeo-banners e estande

Local: Ginásio Multidiciplinar da UNICAMP | GMU.

10h30 às 12h – ODS 02 – Fome zero e agricultura sustentável: acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

Local: Auditório 1

Mediador: Vanilde Esquerdo | FEAGRI / UNICAMP.

Debatedor 1: Zigomar Menezes de Souza | FEAGRI / UNICAMP.

Debatedor 2: Antonio Márcio Buianain| IE / UNICAMP.

Debatedora 3: Lucia da Costa Ferreira | IFCH/UNICAMP.

10h30 às 12h – ODS 07 – Energia limpa e desenvolvimento sustentável.

Local: Auditório 2

Mediador: Marcelo Pereira da Cunha | IE /UNICAMP.

Debatedor 1: Luiz Augusto Horta Nogueira | UNIFEI.

Debatedor 2: Marco Aurélio Pinheiro Lima | IFGW / UNICAMP.

Debatedor 3: Gonçalo Amarante Guimarães Pereira | IB /UNICAMP.

10h30 às 12h – ODS 03 – Saúde e bem-estar: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Local: Auditório 3

Mediadora: Julicristie Machado de Oliveira | FCA / UNICAMP.

Debatedor 1: Paulo Saldiva | FM / USP.

Debatedora 2: Silvia Santiago DeDH | FCM / UNICAMP. 

Debatedor 3. (a confirmar).

13h30 CREDENCIAMENTO

14h às 15h30 – ODS 04 – Educação de qualidade: assegurar a educação inclusiva, e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Local: Auditório 3

Mediador : Sandro Tonso | FT / UNICAMP.

Debatedora 1: Débora Cristina Jeffrey | FE / UNICAMP.

Debatedor 2: Marcos Sorrentino | UFBA.

Debatedora 3: Maria do Rosário Longo Mortatti | FFC / UNESP.

14h às 15h30 – ODS 05 – Igualdade de gênero: alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Local: Auditório 1

Mediadora: Anna Christina Bentes | IEL / UNICAMP.

Debatedora 1: Sônia Regina da Cal Seixas | IFCH/NEPAM / UNICAMP.

Debatedora 2: Paula Franco Moreira | Hivos.

Debatedora 3: Ana Maria Fonseca de Almeida | FE/ UNICAMP.

14h às 15h30 – ODS 06 – Água limpa e saneamento: garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos.

Local: Auditório 2.

Mediador: Roberto Luiz do Carmo | IFCH / UNICAMP.

Debatedor 1: Manuelito Pereira Magalhães Júnior | Presidente da SANASA.

Debatedora 2: Ana Elisa Abreu | IG / UNICAMP.

Debatedor 3: Marina/Ilha/FECFAU (a confirmar).

15h30 às 16h – Coffee Break / vídeo-banners e estande

Local: Ginásio Multidiciplinar da UNICAMP | GMU.

16h às 17h30 – ODS 07 – Energia limpa e acessível: garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e renovável para todos.

Local: Auditório 3

Mediadora: Bruna de Souza Moraes | NIPE/UNICAMP. 

Debatedor 1: Luiz Carlos Pereira da Silva | FEEC / UNICAMP.

Debatedor 2: Arnaldo Cesar Walter | FEM / UNICAMP.

Debatedor 3: Célio Bermann |IEE/USP. (a confirmar).

16h às 17h30 – ODS 09 – Indústria, inovação e infraestrutura: construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável,  e fomentar a inovação.

Local: Auditório 2

Mediador: Newton Frateschi | Prefeitura de Campinas.

Debatedora 1: Ana Frattini | Inova/UNICAMP.

Debatedor 2: Fernando Galembeck | IQ/UNICAMP. 

Debatedor 3: Bruno Moreira |Inventta.

16h às 17h30 – ODS 10 – Redução das desigualdades: reduzir as desigualdades dentro dos países e entre eles.

Local: Auditório 1

Mediador: Wagner Romão | IFCH / UNICAMP.

Debatedor 1: Rubens Bedrikow | FCM / UNICAMP.

Debatedor 2: Elizeu Soares Lopes | Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo.

Debatedor 3: (a confirmar).


07/06 (terça-feira)

8h CREDENCIAMENTO

8h30 às 10h – ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis: tornar as cidades e os assentamentos humanos e inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Local: Auditório: 2

Mediador: Álvaro de Oliveira Dantona | FCA/UNICAMP.

Debatedora 1: Vanessa Gomes da Silva | FECFAU/UNICAMP.

Debatedor 2: Mariano Laplane | IE / UNICAMP.

Debatedora 3: Sarah Habersack | GIZ Brazil.

8h30 às 10h – ODS 12 – Consumo e produção responsáveis: assegurar padrões de consumo sustentáveis.

Local: Auditório 1

Mediadora : Emilia Wanda Rutkowski | FECFAU / UNICAMP. 

Debatedora 1: Maria Teresa Pedrosa Silva Clerici | FEA / UNICAMP.

Debatedor 2: Ademar Romeiro | IE / UNICAMP.

Debatedora 3: Fátima Portilho | UFRRJ.

8h30 às 10h – ODS 13 – Ação contra a mudança global do clima: tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.

Local : Auditório: 3

Mediador: Jurandir Zullo Junior | CEPAGRI / UNICAMP.

Debatedora 1: Leila da Costa Ferreira | IFCH/ UNICAMP.

Debatedor 2: Paulo Artaxo | USP. 

Debatedora 3: Flávia Bellaguarda de Castro Chuery | LACLIMA.

10h às 10h30 – Coffee Break | vídeo-banners e estande

Local: Ginásio Multidiciplinar da UNICAMP | GMU.

10h30 às 12h – ODS 08 – Trabalho decente e crescimento econômico promover o crescimento sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.

Local: Auditório 3

Mediadora: Sandra Gemma | FCA/UNICAMP.

Debatedor 1: Silvio Beltramelli | PUC-Campinas / Ministério Público.

Debatedor 2: Ricardo Luiz Coltro Antunes | IFCH/UNICAMP. 

Debatedora 3: Helena Francisco da Silva | Cooperativa Acácia. 

10h30 às 12h – ODS 14 – Vida na água: conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares, e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Local: Auditório 1

Mediadora: Cristiana Seixas | Nepam/ UNICAMP.

Debatedor 1: Alexander Turra | IO-USP.

Debatedora 2: Carina Costa de Oliveira/FD-UnB.

Debatedor 3: Martin Dias | Oceana.

10h30 às 12h – ODS 15 – Vida terrestre: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda da biodiversidade.

Local: Auditório 2

Mediador : Roberto Donato da Silva Junior | FCA/UNICAMP.

Debatedora 1: Simone Vieira | NEPAM / UNICAMP.

Debatedor 2: Wesley Rodrigues | IB / UNICAMP.

Debatedor 3: Alexandre Martensen |UFSCar. 

13h30 CREDENCIAMENTO

14h às 15h30 – ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes: promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimeto sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Local: Auditório 3

Mediadora: Neri de Barros Almeida | IFCH / UNICAMP. 

Debatedora 1: Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis |FE / UNICAMP.

Debatedor 2: Luis Renato Vedovato | FCA / UNICAMP.

Debatedor 3: Ademir José da Silva |OAB-Campinas.

14h às 15h30 – ODS 17 – Parcerias e meios de implementação: fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Local: Auditório 1

Mediador: Paulo Sérgio Fracalanza | IE/UNICAMP.

Debatedor 1: Arlindo Philippi | USP.

Debatedor 2: Eduardo Viola | UnB.

Debatedor 3: Renzo Taddei |UNIFESP.

14h às 15h30 – Política Nacional do Meio ambiente: Legislação, Controle e Fiscalização.

Local: Auditório 2

Mediadora: Regina Clelia da Costa Mesquita Micaroni | DEPI/ GEARE /UNICAMP.

Debatedor 1: Edson Geraldo de Souza |Delegado da PF Campinas.

Debatedor 2: Marcelo Ryu | Coronel da BDAINFBL Campinas. 

Debatedora 3: Celina Rubiano da Silva | CETESB.

15h30 às 16h – Coffee Break | vídeo-banners e estande

Local: Ginásio Multidiciplinar da UNICAMP | GMU.

16h às 17h30 – Mesa de Encerramento: Ciência e Sociedade em diálogo pela sustentabilidade.

Local: Auditório 3

Mediador: Fernando Antonio Santos Coelho | ProEC/UNICAMP.

Debatedora 1: Maria Teresa Egler Mantoan | FE/UNICAMP.

Debatedor 2: Carlos Henrique Brito Cruz | UNICAMP/Elsevier.

Debatedor 3: Sergio Besserman Vianna | Puc-Rio.

17h30 – Encerramento

Para acessar a notícia original de divulgação do evento, acesse:
https://www.proec.unicamp.br/eventos/forum-permanente-especial-desafios-da-sustentabilidade-1

Semana Lixo Zero amplia compromisso com a sustentabilidade na Unicamp

O brasileiro produz, em média, um quilo de lixo todos os dias. Grande parte desse volume, entretanto, não teria como destino final os aterros sanitários se fosse manejado e coletado corretamente. Pensando nisso, o Grupo Gestor Universidade Sustentável (GGUS) da Unicamp organizou, entre os dias 16 e 23 de setembro, a segunda Semana Lixo Zero. O evento faz parte de um conjunto de iniciativas que visa impulsionar boas práticas de sustentabilidade entre a comunidade acadêmica.

O Lixo Zero é um programa internacional realizado em cerca de 160 países. Na Unicamp, foi realizado pela primeira vez em 2018. A redução do consumo de plásticos e de papel, o incentivo à utilização de composteiras caseiras e a adoção de mudas de árvores foram algumas das ações da edição de 2019. No Restaurante Universitário e no Restaurante Administrativo, foi realizada a semana e o dia sem copo, para estimular o uso de canecas pelos usuários, reduzindo o descarte de plástico.

Nos Restaurantes Universitários, nas segunda e sextas-feiras o copo plástico não é oferecido, para estimular o uso de canecas e reduzir a produção de resíduos.

Conforme Maria Gineusa de Medeiros e Souza, secretária executiva da Câmara Técnica de Educação Ambiental do GGUS, órgão ligado à Diretoria Executiva de Planejamento Integrado (DEPI), o objetivo do evento não é centralizar as atividades no GGUS, mas fazer com que as unidades entendam os objetivos do programa e desenvolvam ações próprias. Um total de 22 Unidades Acadêmicas e os órgãos da Unicamp aderiram à Semana, promovendo palestras, workshops e ações de sensibilização e conscientização acerca do melhor gerenciamento de resíduos.

Maria Gineusa pontua que, para sensibilizar a comunidade acadêmica para o assunto, é fundamental a compreensão sobre o que é lixo e o que é resíduo. Quando o lixo é encaminhado ao aterro, explica, ele não tem como ser reaproveitado. Os impactos que esse material traz incluem a emissão de gases tóxicos, a contaminação de solos, os alagamentos e a disseminação de doenças. Mas, caso haja um cuidado no descarte e o material tiver um encaminhamento adequado, ele pode ser reutilizado e voltar para o ciclo de vida.  “Você entendendo o que é lixo, tendo mais consciência, na hora que olhar para a sua mão vai decidir se vai descartar aquele tipo de resíduo, se vai virar lixo ou não”, observa.

Atividades da Semana Lixo Zero – Como parte da Semana Lixo Zero, o jardineiro Sebastião Martins Vidal ministrou a oficina de composteiras caseiras, técnica que reduz o lixo orgânico nos aterros e, assim, diminui os gases que provocam o efeito estufa. A compostagem é amplamente utilizada na agricultura familiar e pode ser utilizada nos ambientes urbanos, já que necessita de pouco espaço. No processo da compostagem, é gerado o húmus, matéria orgânica rica que serve de adubo para as plantas. Cerca de 50 composteiras, feitas com os galões de suco dos restaurantes universitários, foram distribuídas após a oficina. “Com esse tipo de composteira que nós estamos fazendo aqui já vai ser umas duas toneladas de cascas que não vão para o lixo”, explicou Sebastião, que também formulou uma cartilha explicando o passo a passo da compostagem.

O jardineiro Sebastião Vidal ministra oficina de compostagem caseira, técnica que utiliza matéria orgânica para produção de húmus.

O jardineiro, conhecido no campus como o “jardineiro-poeta”, também contou que realiza ações durante todo o ano no âmbito da educação ambiental, principalmente com crianças. “Faço um trabalho consciente e lúdico com as crianças. Tiro um pouco eles da formalidade para eles irem para uma coisa mais prática, colocar a mão na massa. E gosto também de contar histórias e envolver a poesia, por isso que meu apelido envolve plantas e poesia”. Com 82 anos, Sebastião não pretende parar o seu trabalho, que une a poesia e o conhecimento ambiental para trazer impactos positivos dentro e fora da Unicamp. “A intenção é fazer uma rede”, relata.

Outra atividade da Semana Lixo Zero foi a entrega de cerca de 50 mudas de árvores, organizada pelo Centro de Saúde da Comunidade (Cecom). Funcionários, docentes e estudantes puderam adotar amoreiras, acácias, aroeiras, uvais e ibiruçus, entre outras espécies, mediante um termo de comprometimento com o cuidado da planta. Além dessa ação, o Cecom promoveu palestras de sensibilização sobre o descarte e gerenciamento de resíduos e tem atividades que ocorrem ao longo do ano.

Ação no Centro de Saúde da Comunidade (Cecom) distribuiu mudas de árvores para a comunidade acadêmica.

Rôse Clélia Grion Trevisane, coordenadora adjunta do Cecom, assinala que o Centro possui o Grupo de Gestão Ambiental (GGA), formado por uma equipe multidisciplinar. “Existe um trabalho integrado, partilhado e de troca de experiências. Iniciou pela separação, com a segregação dos resíduos, e hoje se expandiu”, explica. Rôse também conta que a dedicação com a questão ambiental existe desde 1996 no Cecom, com um trabalho interdisciplinar que ela avalia como fundamental para o sucesso das ações.

Ações disseminam-se na Unicamp – As ações de promoção da sustentabilidade não acontecem somente na Semana do Lixo Zero, mas também de forma contínua, para que a sensibilização seja permanente e gere uma mudança de atitude frente à produção de lixo. Aproximadamente 120 facilitadores atuam nas unidades da Unicamp para desenvolver uma interlocução com o GGUS. Eles também são responsáveis pela formação e difusão do conhecimento na unidade.

Além disso, através das oito câmaras técnicas do GGUS, são efetivadas medidas em diversos eixos da sustentabilidade. Com relação aos recursos hídricos, por exemplo, houve a substituição de torneiras e de válvulas dos banheiros por modelos econômicos e planeja-se o reaproveitamento da água da chuva. Maria Gineusa também evidencia que, somente com a educação ambiental, houve uma redução de 15% no desperdício de água desde 2014, quando houve a crise hídrica no estado de São Paulo.

No âmbito do uso de energia, há o projeto Campus Sustentável, voltado para a utilização de energia renovável. Com a instalação de placas de captação de energia solar fotovoltaica, a instituição visa tornar-se um modelo de eficiência energética. Além de ampliar a utilização de uma fonte de energia renovável e limpa, sem geração de poluentes, a Unicamp também passa a economizar com o custo da contas de eletricidade.

O GGUS também está atuando nos indicadores de sustentabilidade para que a Unicamp passe a integrar o ranking GreenMetric. “Nós queremos que ela seja referência nacional e internacional nessa questão”, assinala Maria Gineusa.

Por Liana Coll, para o Portal da Unicamp