Gestão de Empreendimentos da Unicamp: primeiros indicadores.

indicadores

Gestão de Empreendimentos da Unicamp: primeiros indicadores.

O Projeto Estratégico “Novo Modelo para Gestão de Empreendimentos da Unicamp” foi concluído em junho de 2020, e várias foram as inovações no Processo de Gestão de Obras da Universidade.

Em especial, cabe mencionar o estabelecimento de uma sistemática para a decisão estratégica de obras, consolidada na Deliberação CONSU – A – 019/2019, que estabelece procedimentos para análise e aprovação de obras e novos empreendimentos na Unicamp.

Esta nova sistemática está em funcionamento desde o ano passado, com o estabelecimento de prioridades e o acompanhamento do andamento dos processos de obras da Unicamp.

Neste processo de implantação, procuramos levantar indicadores de implantação da nova sistemática. Atualmente, a DEPI acompanha 50 processos de obras, sendo que destes, 12 tiveram origem no modelo anterior de decisão. Ou seja, 76% dos processos de obras em andamento já estão enquadrados no novo modelo de decisão no assunto.

Do ponto de vista dos tempos de processo, identificamos que os processos licitatórios representam hoje o maior desafio à Universidade. Considerando os processos que estamos monitorando, e o período de janeiro de 2019 e agosto de 2020, o tempo médio dos processos de licitação tem sido de 239 dias.

Já na Execução de Obras, percebe-se, neste período, uma significativa melhora em termos de prazos. Desde 2013, o índice de atraso médio das obras da Universidade girou em torno de 2,5 (ou seja, em média, uma obra de 100 dias, estava sendo entregue em 250 dias). Já no período de agosto de 2019 a junho de 2020, o índice de atraso médio constatado foi de 1,32.

Estes e outros dados podem ser acessados clicando aqui.