Inauguração do Teatro de Arena

Inauguração do Teatro de Arena

Localizado no Ciclo Básico, ponto central de convivência da comunidade universitária, o Teatro de Arena é um importante equipamento deste complexo que visa atrair, para além da fricção social, intervenções artísticas, em formas espontâneas ou coordenadas. Há muitos anos havia o sentimento por parte da comunidade de que o teatro poderia ter sua utilização maximizada e sua área revitalizada. Em meados de 2020, em meio à pandemia e pensando nas possibilidades de retomada presencial das atividades, a direção do Instituto de Artes, na pessoa do Prof Paulo Ronqui, solicitou o uso do espaço para aulas coletivas e práticas diante da necessidade de cumprir as normas de segurança, visando especialmente o distanciamento e ventilação. Para possibilitar adequadas condições para essas atividades, solicita também a cobertura do teatro, considerando que o espaço é totalmente aberto, e necessitaria de abrigo, minimamente para sol e chuva.

Após parecer do Plano Diretor Integrado da Unicamp, avaliação no Comitê de Empreendimentos e aprovação da COPEI, fluxo a ser seguido por todas as obras na Unicamp com processo conduzido pela Diretoria de Planejamento Integrado- DEPI, foi dado início ao desenvolvimento dos estudos em parceria com a CProj/FECFAU, e a posterior contratação do projeto. A cobertura prevê telhas termoacústicas, que foi a solução encontrada com maior viabilidade para o local, considerando durabilidade, custo, manutenção e conforto para a comunidade. Uma primeira opção aventada seria uma grande tenda, em lona tensionada, o que acabou por ser descartado devido ao custo da implantação, custos de manutenção e durabilidade. O valor total investido no projeto e obra foi de R$ 1,5 milhão,, sendo que a execução também envolveu o retrofit das tubulações dos reservatórios de água que ficam sob as arquibancadas do teatro, e que abastecem cerca de 50% da água no campus, serviço conduzido pela Divisão de Água e Energia da Prefeitura Universitária.

É bom esclarecer que o Teatro de Arena se manterá como um espaço de uso comum pela comunidade universitária, não fazendo parte das edificações do Instituto de Artes, mas com agenda preferencial para as aulas e atividades acadêmicas deste.

Além da execução da cobertura metálica e do retrofit das redes, o IA construiu construiu uma proposta curatorial para uma intervenção artística (pintura mural / grafite) que pudesse incluir artistas de fora da Universidade, reconhecidos por esta linguagem, e que assim poderiam ampliar as distintas formas de acesso à Unicamp, além de reforçar nossas conexões com a sociedade de forma geral. Foi iniciada a busca por esses artistas com a sugestão do tema no eixo das Africanidades, tendo a Profa Sylvia Furegatti conduzido todo esse processo. Foi reunido um pequeno grupo de 4 artistas, todos negros com alguma atividade vinculada à causa etnico-racial, cuja produção artística tem boa qualidade. Dois deles são professores/ arte educadores vinculados ao ensino público básico. Os demais atuam de modo independente no campo artístico ou trabalham em outros setores. São eles: Helio Souza (Cabelin); Diógenes Moura; Leandro Ferreira dos Santos (Kranium) e Edson Xis.

A estrutura das paredes do Teatro de Arena, bem como suas dimensões gerais (260 m2 de área externa) sugere esta configuração em grupo. E assim, a organização do espaço em 4 áreas a serem pintadas, nos trouxe a possibilidade de alguma diversidade das linguagens desses artistas, sem que o projeto como um todo se fragmente por demais.

A inauguração será no dia 18 de outubro de 2021 às 16h, e será transmitido no canal do YouTube  do instituto de Artes através do link: https://youtu.be/V-iBNKBO-_M