A DEPI

Nossa história

Fundada em outubro de 1966, a Universidade Estadual de Campinas – Unicamp – tem aparecido entre as melhores cinco universidades da América Latina nos mais diversos rankings e é, atualmente, a melhor universidade desta região segundo o ranking divulgado pela instituição britânica Times Higher Education.  Isso indica que, em apenas 51 anos de existência, obteve sucesso em sua missão de criar e disseminar o conhecimento em seus campos do saber. Para tanto, desde sua criação, a Unicamp cresceu consideravelmente, tendo uma complexa estrutura[1] composta por seis campi, 2.179 docentes ativos e 8.178 funcionários ativos para poder ofertar, com elevado nível de qualidade, 66 cursos de graduação e 152 de pós-graduação para atender uma comunidade de 36.598 estudantes no total. Além disso, deve-se mencionar, ainda, toda sua estrutura na área da saúde que atende a comunidade, que inclui, por exemplo, três hospitais.

Consciente de sua importância como instituição para formar profissionais capazes de entender e trazer soluções para os desafios da sociedade contemporânea, a Unicamp possui uma visão reconhecendo-se como uma universidade pública de referência e liderança internacional, promotora do desenvolvimento sustentável e comprometida com os anseios da sociedade. Esta consciência, aliada à complexidade da sua estrutura, justificou, através da Resolução GR-027/2017, a instituição da Diretoria Executiva de Planejamento Integrado (DEPI), cuja finalidade reside, essencialmente, em:

  • detectar e integrar os diversos níveis de planejamento dos órgãos da universidade,
  • prospectar cenários sobre as formas de atuação da universidade no longo prazo (observando as tendências das melhores universidades do mundo, em consonância com a sociedade que a financia e os interesses do país) e oferecer ao Conselho Universitário (CONSU) possíveis cenários de atuação
  • propor aos demais órgãos de planejamento da universidade e ao CONSU um Plano de Desenvolvimento que possa conduzi-la ao cenário mais próximo do desejado.

É importante destacar que caberá à Universidade, através de sua Reitoria e seu Conselho Universitário, decidir sobre a forma como ela quer atuar no longo prazo, bem como sobre o modo para que isto possa ser concretizado. Assim, o papel da DEPI diz respeito a oferecer as prospecções e o Plano de Desenvolvimento da Universidade. Ambas as ações serão conduzidas através da interação e de forma integrada com todas as iniciativas em curso, dentro e fora da Unicamp, que têm ligações (diretas ou indiretas) com estas ações.

As perspectivas a respeito de como a Unicamp pode atuar no longo prazo vêm carregadas de uma excelente oportunidade considerando-se, ainda, a aquisição de uma área contígua ao campus de Campinas (a Fazenda Argentina), que aumenta em aproximadamente 60% (são 1,4 milhão de metros quadrados) sua área atual. Considerando-se o imenso ativo físico e intelectual que a universidade possui (construído nestes 51 anos), bem como a presença de laboratórios nacionais, institutos de pesquisa e empresas que atuam em ciência e tecnologia na região de Campinas, há várias alternativas de explorar a ocupação da Fazenda Argentina de acordo com a missão e a visão da universidade.

[1] Os dados mencionados são relativos ao ano de 2016.