Projeto Web Map dos Ambientes Internos da Unicamp

Projeto estratégico com acompanhamento da CGU/Planes, esta iniciativa visa construir o Web Map dos ambientes internos das edificações da Unicamp, entendido como uma ferramenta de gestão, planejamento e transparência institucional. Serão gerados Web Maps dos ambientes internos de todas as edificações da Universidade (todos os campi), identificando o tipo de uso de cada ambiente e sua respectiva localização (salas de aula, laboratórios, administrativo, podendo ser acessado através de um computador ou de um smartphone conectado à internet. Este Web Map também será um repositório para inserção de outras informações específicas de cada Unidade.

Ações e detalhamento das atividades:

A equipe da DEPI-GEO vem realizando várias atividades, organizadas e supervisionadas de forma contínua, para viabilizar a construção do Web Map dos ambientes internos. A primeira atividade a ser realizada em cada localidade é a aquisição de plantas-baixas existentes das edificações da unidade. Geralmente estas plantas-baixas, quando existentes (em formato CAD, imagem ou mesmo em papel), estão desatualizadas, sendo necessários levantamentos in loco de cada ambiente interno para atualização das plantas-baixas das edificações. O resultado destes levantamentos é bastante relevante, haja vista a construção de uma base atualizada destas plantas-baixas em CAD e sua disponibilização para a própria Unidade e para as áreas de projeto e planejamento.

Após atualização das plantas-baixas, inicia-se o processo de padronização dos arquivos CAD para extrair as informações necessárias que irão alimentar o Web Map dos ambientes internos. Na plataforma ArcGIS, são extraídas as informações geométricas (o “desenho” de cada ambiente interno) e realizado o seu georreferenciamento e são adicionadas informações quantitativas e qualitativas para cada ambiente interno a partir de uma planilha.

O resultado é uma “camada” com a representação de todos os ambientes internos das edificações, com uma tabela de atributos com as informações de cada ambiente, como tipo de uso (sala de aula, sala de professor, auditório, administrativo etc.), área, nome geral, andar e se a geometria está atualizada ou não. Esta camada é carregada na nuvem de dados geográficos (ArcGIS Online), onde são construídos os mapas temáticos, compartilhadas as informações e publicados os Web Maps.

Objetivos:

Oferecer uma ferramenta de gestão e planejamento para a Universidade, por meio de mapas online dinâmicos que representam uma nova forma de visualização, tratamento e produção de informações.

Neste projeto, pretendemos criar e manter uma base georreferenciada de informações quantitativas e qualitativas de todos os ambientes internos da Unicamp. Essa base também pode ser um repositório dinâmico de novas informações e, consequentemente, possibilitar a construção de novos Web Maps temáticos, aplicativos e dashboards, através de ferramentas de geoprocessamento (principalmente o ArcGIS Online, ArcGIS Pro e AutoCAD).

 

 

Justificativa quanto à relevância para o(a) estudante e para a universidade ou comunidade externa:
  • 1) maior conhecimento da Universidade (quantitativamente e qualitativamente) através de mapas dinâmicos;
  • 2) a gestão dos espaços internos de cada Unidade;
  • 3) maior transparência da Universidade com a publicação de Web Maps e aplicativos para a comunidade interna e externa;
  • 4) maior organização e possibilidade de redistribuição mais racional dos espaços internos intra e entre Unidades;
  • 5) busca rápida de localização em mapa web de qualquer sala de toda a Universidade;
  • 6) criação de repositório para inserção de outras informações relavantes para as Unidades e/ou Administração Central (ex. laboratórios com equipamentos multiusuários, conforme demanda da PRP);
  • 7) iniciar a implantação de uma `cultura do georreferenciamento` na Universidade, utilizando informações geográficas para embasar a tomada de decisões.

Resultados esperados: 

Web Map dos ambientes internos de todos os prédios de todos os campi da Universidade, classificado (por cores) por tipo de uso de cada compartimento interno, além de informações customizadas para as Unidades interessadas (por exemplo, mapa das salas onde estão os equipamentos multiusuário, controle georreferenciado de patrimônio de equipamentos e mobiliário etc.).

Cronograma de execução: 

O projeto teve início oficial junto à Reitoria/CGU/Planes em agosto/2018 e tem previsão de término em 2020. Está dividido em `3 ciclos`, sendo que o 1º ciclo se encerra em 29/03/2019 (49 edificações), o 2º ciclo em 31/10/2019 (47 edificações) e o 3º ciclo em 29/05/2020 (45 edificações). SERÁ MODIFICADO DEVIDO À PANDEMIA

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO para acessar o Web map dos ambientes internos da Unicamp (em construção)

Mapas 2D e 3D dos levantamentos dos ambientes internos das edificações da Unicamp. Software ArcGIS Pro. Elaboração: DEPI-GEO. Data: 25/01/2019.

Exemplo:

Prédio Bento Quirino - Antigo Cotuca

Inaugurado em 1918, foi projetado por Ramos de Azevedo, em alvenaria de tijolos e estilo eclético. Apresenta três pavimentos, um deles porão utilizável, com plantas distintas entre si e simétricas em relação ao seu eixo transversal. O movimento da sua elevação principal é dado pela existência de corpos salientes, pequenas sacadas e diferentes modelos de esquadrias.

Situado na rua Culto a Ciência, 177, região central de Campinas, possui um grande valor histórico e arquitetônico, sendo tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas – CONDEPACC e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo.

O Cotuca – Colégio Técnico de Campinas – esteve instalado até 2014 no prédio, doado em testamento por Bento Quirino dos Santos, cuja intenção era de que nele funcionasse uma Escola Técnica. Criado em 1967, o Colégio Técnico de Campinas, vinculado à Unicamp, é uma instituição de ensino pública e gratuita que atua na formação profissional de nível técnico e oferece ensino médio para alguns de seus cursos. O Colégio oferece dezoito opções de cursos técnicos e três opções de especialização no nível técnico, que abrangem seis grandes áreas (Industrial, Informática, Saúde, Telecomunicações, Gestão e Meio Ambiente).

Equipamentos multiusuário do IFGW